segunda-feira, 25 de outubro de 2010

LEÃO - ANIMAL DE PODER


Alguns terão percebido que a imagem escolhida para primeiro post deste Blog foi a de uma Leoa. Essa escolha não foi motivada pelo acaso.

NOTA: não sou xamã, não tirei nenhum curso nem tenho nenhum certificado. Se estudo? Sim. Muito. Procuro, leio, tento entender outras perspectivas. Todas as possíveis. É a forma que encontro de validar o que sei. O que sei, sei. Mais do que isso, sinto. Parece estranho e durante muito tempo recusei este "saber" intuído ou "recordado"...há sempre o medo de cair no ego, de ser mal interpretada, de eu mesma não compreender e errar, ou de parecer arrogante, até o medo de na verdade não saber como lidar de forma humilde com isto...somos todos iguais, e todos temos em nós mundos desconhecidos, abafados pela nossa mente concreta e obtusa e pelo processo de socialização vigente...por isso afirmo novamente, o que eu sei não é nem nunca será a única ou a melhor forma de fazer algo. Simplesmente é aquela que resulta comigo. Este é um processo pessoal, muito pessoal. No campo da Espiritualidade (e em quase todos os outros) sempre me foi muito difícil seguir algo cegamente só porque é assim, ou porque as regras são assim, ou porque o supra sumo X diz assim...colocar em questão, pensar pela minha própria cabeça, experimentar, aplicar...sentir.
O regresso a casa é também um regresso a nós mesmos na nossa essência. Recusar o que somos é apenas mais uma armadilha do nosso ego!


Embora o meu Toten animal seja o Corvo, são vários os animais de poder que surgem em meu auxílio em etapas diferentes da minha vida...O Veado, a Raposa, o Jacaré, por exemplo, foram marcantes!

Presente está agora a Leoa, e digo Leoa pois é ela que me tem surgido sempre...não o Leão...e tem-se apresentado de forma constante e forte...

Podemos chamar a nós a ajuda de qualquer animal de poder, consoante as nossas necessidades. Devemos contudo ter a atenção e respeito de só o fazer quando é mesmo imprescindível e conhecer bem as características, a medicina, o poder e a energia que chamamos a nós. Nunca o devemos fazer de forma leviana.
Há que conhecer bem esse animal também na sua forma física terrena, os seus hábitos, o seu ciclo de vida, as suas características. Há que senti-lo...intuí-lo...há que mesclar a nossa essência com a dele. Não há uma fórmula mágica. Há meditações guiadas que ajudam...proximamente registarei aqui algumas. Mas é sempre um processo pessoal. Ninguém vai caminhar por ti!

Pessoalmente, nunca chamei activamente nenhum espírito animal. O meu Toten, o Corvo (que assume também a forma de Fénix, sem nunca deixar de ser Corvo), está sempre presente em mim...os outros espíritos animais manifestam-se de sua livre e espontânea vontade na minha vida, vindo ao meu encontro quantas vezes sem eu perceber o porquê... aceito e agradeço sempre a sua presença e sei que mais tarde ou mais cedo tudo se revela.

A medicina do Leão é a da liderança, da força, do poder, da coragem. Está associada ao Sol e aumenta a autoconfiança necessária quando se tem pela frente tarefas difíceis, desafiadoras. Ela ajuda a ter ousadia, a audácia de iniciar algo. A ter a paciência necessária, fazendo com que a inteligência vença o instinto. Ele permite que se trabalhe com a luz e com escuridão, equilibrando o coração e a mente, a emoção e o intelecto, o consciente e o subconsciente. Quando necessitamos de forças para vencer limitações, bloqueios e obstáculos é a ele que devemos recorrer. O Leão chama-nos a atenção para valores como a irmandade, guardiões da família, laços familiares fortes, força, coragem, energia, integralidade, amor, inter-ajuda, trabalho de equipa.


O Leão está directamente relacionado com a energia do Sol.

Na Alquimia, a transformação dos metais em ouro (transformação da natureza humana para revelar a sua natureza divina) faz-se sobre o signo de Leão. Este era um processo longo e complexo que culminava na imagem da conjunção SOL/LUA - o casamento dos opostos, a integração do consciente e do inconsciente. As imagens alquímicas representam diferentes etapas do desenvolvimento psicológico, da mesma forma que um mapa astrológico descreve ou indicia o trabalho de uma vida...

Já no Tarot, esta energia está patente na Carta XIX, O SOL, símbolo da força vital psíquica, é a imagem que traduz o espírito masculino, a realização plena dos ideais, a claridade da consciência, a fertilidade e a renovação da vida. Na carta XI, A Força, temos um leão subjugado por uma mulher, que o mantém imobilizado. O leão é um símbolo das paixões violentas, dos instintos, também do Ego. Nesta carta estes instintos são domados e canalizados pela energia feminina. Todos temos luz e trevas em nós, todos temos instintos e impulsos, e não é errado tê-los. Somos humanos. O errado é deixarmos que esses instintos nos controlem e façam agir de forma descontrolada. Devemos "domar" essa energia e utilizá-la sabiamente.


Ao observar uma família de Leões, depressa se irá aperceber raramente lutam entre si e que são todos muito chegados. Na caçada, o leão macho só surge quando é necessário um golpe de maior força ou violência, para o qual contribuem em muito a sua estatura e peso...a táctica, a estratégia e a caçada em si mesma é realizada pelas Leoas, que dominam os seus instintos até ao momento crucial da perseguição e ataque...contudo a Leoa é humilde, e o primeiro a comer é o Leão, um acordo tácito entre ambos já que é ele que protege o clã e território...não há falsos orgulhos ou humildades. Há cooperação. Há uma clara diferença entre a energia masculina e a energia feminina, pelo que para mim é sempre muito importante saber se o animal que me surge é macho ou fêmea, ou então conhecer bem as características de ambas as energias naquela espécie para poder escolher qual a mais adequada ao meu momento...nas minhas diversas leituras e pesquisas apenas uma vez encontrei esta diferenciação...mas parece-me relevante fazê-la.

Podemos chamar o Leão a nós se estivermos a passar por uma fase de falta de coragem, de vigor físico e intelectual e nos sentirmos enfraquecidos. Fora as excepções de quando são provocados ou da altura do acasalamento, os Leões dormem grande parte do dia, passam muito tempo em família, trocam afectos com todo o grupo e até toleram as brincadeiras mais agitadas das crias...o Leão/Leoa sabe relaxar. É um animal confiante e calmo. A sua energia ensina-nos a arte de relaxarmos e não deixarmos que o medo nos paralise. A Leoa é por norma uma mãe/tia/irmã extremosa, e tem uma capacidade inata de tratar das crias garantindo o seu crescimento e sobrevivência num ambiente saudável e curador. O mesmo se aplica ao macho. Eles nunca lutam por prazer e dificilmente entram "pela sua própria pata" em situações agressivas ou desagradáveis, chegando muitas vezes a mudar de territorio de caça sem olhar para trás quando confrontados com outro grupo ou com uma ameaça que não vale a pena enfrentar. Estes animais fazem como que uma análise sobre os custos e ganhos que uma acção poderá trazer ao grupo...e se não valer o risco, simplesmente viram costas.

Aqueles que tem o Leão como Animal de Poder fixo, são pessoas que normalmente estão envolvidas em grupos ou comunidades. Trabalham com o colectivo. Devem ter em atenção o papel que desempenham e assegurar-se que têm escapes para gerir o stress. Devem também aprender a controlar a tendência para o ciúme excessivo, e a dominar o seu Ego para não serem dominados por ele.

O Leão é o animal ideal para recuperarmos a nossa individualidade e harmonias interiores, nos momentos em que nos sentimos mais descontrolados e agressivos...dominando a nossa raiva e canalizando essa energia de uma forma inteligente e produtiva. Encontramos o Leão enquanto símbolo numa variedade de culturas: é o símbolo do Sol, de Mitra; no Egipto acreditava-se que as inundações anuais do Nilo eram inspiradas pelo leão e o Sol Nascente era simbolizado por um leão jovem; para os cristãos ele era o correspondente da águia na Terra, os alquimistas medievais associavam-no com o elemento fixo do enxofre, e um leão jovem era frequentemente o símbolo do sol erguendo-se e tudo iluminando.

Se um leão aparece como toten, podemos esperar lições relacionadas com comunidades e com grupos. Pode haver uma necessidade examinar o nosso papel dentro de um, ou face a um grupo. Os filhotes do leão tem uma existência relativamente livre de cuidados. Os pais são pacientes e afectuosos, e a maioria de indivíduos com leões como totens encontrarão essas mesmas qualidades dentro de si. Os machos são os mais visíveis por sua grande juba. Trabalham pouco. Podem ser passionais e excessivamente ciumentos das leoas...é sempre positivo praticar a auto-análise e enfrentar os aspectos da nossa personalidade que menos gostamos, ao trazê-los à luz da consciência poderemos efectivamente transmutá-los.

Como já disse acima, O leão não luta pela luta, por orgulho. Evita confrontações. Esta é uma táctica a ter em mente se o leão for o seu totem. As fêmeas fazem a maioria do trabalho, são uma energia feminina muito forte. O sol nem sempre foi um símbolo masculino... Origina nascimento aos dias , nutre e aquece a vida. Há uma evidente correlação do Leão com a afirmação das energias femininas para trazer o nascimento e o poder do novo.

Quando um leão aparecer numa visão ou meditação, ou simplesmente começar a surgir-lhe do nada na sua mente, pode indicar uma oportunidade de despertar um novo sol, um novo horizonte, um novo projecto... Confie nessa energia, criatividade e intuição. E não esteja receoso de rugir se se sentir ameaçado...afinal, essa é também uma táctica do Leão, mostrar-se presente, atento e forte, como forma de dissuadir possíveis agressores. O leão enquanto animal de poder está também intimamente ligado ao animal astrológico Leo, que rege o coração e é por sua vez regido pelo Sol . O sol dá a vida - dando calor e luz - o calor de um coração aberto proporciona conforto para todos os que são tocados por ele. Quando tivermos a coragem de viver a verdade, a nossa verdade, então temos o poder de agir em consonância com o nosso próprio espírito, com o nosso Eu Superior. Este é o verdadeiro sentido da auto - estima, uma honra de si e e si mesmo que nada tem a ver com a comparação com os outros, com o sucesso/insucesso dos outros, com a mentira, auto-insuflamento do nosso real valor, o falso orgulho e a fanfarronice. Trabalhar com a medicina do Leão pode trazer uma compreensão do bem-estar baseado na capacidade de viver e trabalhar em harmonia com os outros, sem sacrificar a sua própria individualidade.Na verdade é esta a chave que o Leão nos entrega... encontrar o equilíbrio entre o "eu" e os "outros".

(não resisti António! Fez-me logo lembrar o teu Urso!)

17 comentários:

Marion Lemos disse...

Boa noite,
estou encantada com seu blog!
Parabéns, pelos textos excelentes.
Adorei!
Tudo de bom para você!
Estou te seguindo com muito carinho.

Beijo em tua alma.

Marion

Siala disse...

Marion benvida :) também já estou seguindo você! Adorei seu Blog!
namasté!

Astrid Annabelle disse...

Siala querida!
Conforme lhe prometi vou fazer um link deste seu blog e post no Navegante.
Excelente texto. Muito bom mesmo.
Sou amante do Xamanismo , bem sabes disso.
Disseram-me que fui xamã em outra encarnações...uma na África e outra na Sibéria, ou vice versa...
E eu achei primorosa a sua explanação sobre o tema.
Quando vi a foto do leão tampando os olhos, de imediato me lembrei do Urso do António...e que surpresa o final do seu texto ler que pensou o mesmo!!!:)))
Um beijo grande.
Astrid Annabelle

Siala disse...

Querida Astrid :) desde já obrigada pelo link! Pensei muito antes de iniciar este ciclo, vc sabe! Mas a cada dia que passa sinto-me mais segura e confiante! Obrigada também por isso pois desempenhaste um papel fundamental neste meu renascimento, mesmo com um oceano a separar-nos, a energia do amor não conhece nem espaço, nem tempo!
Numa regressão não planeada, há cerca de 1 ano atrás, revivi uma das minhas vidas como india norte-americana...muito antes dos "brancos" chegarem...foi muito intenso e ainda hoje retiro ensinamentos dessa experiência.
ahhhh era inevitável olhar aquela foto e não relacionarmos logo com o António :) Quando a encontrei sabia que era a foto certa para começar!
Um beijo enorme amiga!
Namasté!

Luz de Estrela disse...

Querida, cheguei aqui através da Astrid. Adorei!!!
Beijocas.

Siala disse...

Benvinda Luz de Estrela! Hoje passo no seu cantinho também!
Namasté!

Ives disse...

Olá! Aceitar o que somos, é um grande passo p uma humildade justa, ñ é? E, se o seu caminho é o de iluminar a sua volta, isso jamais será visto como soberba, a não ser pelos invejosos de plantãvc deve tirar isso de letra rss, gostei daqui, já a sigo, ñ precisa me seguir, meu blog é um tto obscuro demais até

Siala disse...

Benvindo Ives. Exactamente ;) mas para aceitarmos temos que nos conhecer...no nosso melhor e no nosso pior, na nossa luz e nas nossas sombras. A luz sem a sombra não existiria...e vice versa.
Pois, nunca gostei que me dissessem o que fazer rssssss e sempre fiz o contrário do suposto rssss por isso já estás no meu BlogRoll para eu ir acompanhando essa tua viagem "obscura" - não há outra forma de chegar á madrugada sem ser passando pela noite ;)
Namasté

Chica disse...

Que maravilha de post,Siala!

Interessante e elucidativo! um beijo,tudo de bom,chica

Siala disse...

Obrigada Chica!
Namasté!

ANDREA FRANZONI disse...

nossa adorei o blog...muito bom, obrigada pela visita....bjos

Siala disse...

Oi Andrea, eu é que agradeço!
Namasté

arKana disse...

olá!! gostei muito... talvez já conheças, mas aqui vai na mesma:
http://www.youtube.com/watch?v=NA1i36Dd1qs
bjos

Marion Lemos disse...

Olá Siala,
adoro passear por suas páginas, seu blog
é lindo demais!
Ótimo final de semana e tudo de bom sempre!

Beijos

Marion

Último Romântico disse...

Seu blog é MARAVILHOSO!
Parabéns!
http://devan-neios.blogspot.com

Siala disse...

@ArKana, sim já conheço, mas é sempre fabuloso rever essas imagens! É impossível descrever o que se sente quando se comunica a um nível tão profundo com os animais! Lindo!

@Marion, obrigada!Passei o final de semana trabalhando e nem tive tempo de vir aqui nem visitar nenum dos meus amigos!Uma excelente semana para você!

@Último Romântico, Obrigada e seja benvindo!Estou indo espreitar seu cantinho também!

Namasté!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

vim aqui visitar de novo, ler um monte de coisa boa. só de sentir essa chama violeta já me senti mais leve!
que bom, amigos difundem luz. e aqui tem uma gente mto amada, ne.A Isa, a Astrid, eita povo bom!
namaste!